Archive for June, 2007

O iPhone está entre nós!

Por volta das 18:00 de hoje (29/06/07), horário de Brasília, o iPhone começou a ser vendido nos EUA, começando na costa leste, em Nova Iorque. Filas com centenas de pessoas se formaram em frente às lojas da Apple desde a madrugada, e até mesmo o prefeito de Philadelphia e Steve Wozniak (video), co-fundador da Apple, encararam a espera. Pessoas aproveitaram o tempo para blogar, direto da fila, por horas a fio. Em alguns shoppings, lojas de fast-food e restaurantes distribuiram comida aos que esperavam e a Apple distribuiu água mineral grátis a todo mundo nas filas em frente às suas lojas. Um gesto simples, que não custou praticamente nada à empresa e que caiu muito bem com os consumidores.

Para ter uma idéia melhor do “hype” cercando a ocasião, considerem o seguinte: hoje a polícia inglesa encontrou e desativou dois carros bomba armados no centro de londres, evitando o que seria um ataque terrorista “sem precedentes”. E adivinhem qual a foto de capa no site do New York Times? O iPhone. Olhem a prova:

iPhone e o NYTimes

Não demorou muito para aparecer no Flickr um set com fotos do “desempacotamento” e ativação do iPhone. E também já há um grupo para fotos tiradas com o iPhone. E, mais rápido do que eu imaginava, até já abriram o coitado. Quanto tempo será que leva até os primeiros “hacks” aparecerem? Imagino que não muito, fiquem de olho.

Números nada enormes, parte III

Não contente em obliterar a pirataria em SP, a ABES fez desta vez uma ação conjunta com a Polícia Civil do RJ em Niterói, novamente com resultados espetaculares:

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou ontem, 28 de junho, operações de busca e apreensão em duas revendas localizadas em Niterói.

No total, foram encontrados três computadores contendo programas piratas como Windows e Office e três cópias ilegais do Windows. Durante a ação, a polícia encaminhou os responsáveis por cada estabelecimento para a delegacia, onde prestarão depoimentos.

A ação contou com o apoio da Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes).

Três computadores! Três cópias piratas! Fantástico! Mas será que a Polícia Civil do RJ não tem coisa melhor a fazer? Sei lá, combater a criminalidade?

Impressões iniciais sobre o iPhone

Os primeiros reviews do iPhone estão começando a pipocar na internet. Não, nós do BADCOFFEE não vamos publicar um. Adoraríamos, mas por um tempo vai ser impossível conseguir um nos EUA, quanto mais no Brasil. No entanto, se algum benfeitor misterioso quiser nos emprestar o brinquedinho por um dia ou dois, estamos abertos à negociação :P

As análises de David Pogue (New York Times), Walt Mossberg (The Mossberg Solution), Stephen Levy (Newsweek) e Edward Baig (USA Today) são bastante positivas. Todas concordam que o software é um grande passo à frente do que existe nos smartphones de hoje e elogiam a facilidade de uso. Claro que o iPhone não é perfeito: as reclamações mais comuns são o teclado virtual (demora um pouco até se acostumar, fica mais fácil se você “confiar” nele), a rede/cobertura da AT&T (fora da alçada da Apple) e a câmera, que não tira boas fotos no escuro. E falando na câmera, dois fatos curiosos: ela não grava vídeos (talvez numa atualização de software futura) e nem é possível enviar imagens por MMS (esse recurso simplesmente não existe).

Por enquanto, parece que as previsões apocalípticas de fracasso imediato feitas pelos críticos não vão se concretizar. Continuamos de olho.

A vida no Google

Post interessante em um blog de um funcionário na Microsoft, contando um pouco de como é a vida no Google. Três refeições gratuitas ao dia, camisetas e guloseimas à vontade, transporte gratuito, banda larga subsidiada e outras maravilhas. Aqui em SP eles tem até sala de massagem e videogames. Fica fácil entender porque os funcionários adoram a empresa.

Confirmado, iPhone no Brasil!

Contrariando todas as expectativas, o iPhone vem mesmo ao Brasil. Já existe até site oficial e preço determinado. Planos a partir de R$ 80,00 por mês (com opção de pré-pago) com direito a 500 minutos de chamadas para qualquer telefone fixo no país!

Read the rest of this entry »

Conheça o iPhone… e os Google Phones!

Lembram-se que mencionei que um site na Internet já estava vendendo o clone chinês do iPhone? Pois então, o povo do NewLaunches.com conseguiu colocar as mãos em um e postou um videozinho no YouTube, demonstrando os principais recursos. Vejam só:

Fake Cool Iphone From china

Segundo o site, o clone tem câmera de 2 Megapixels, espaço para dois SIM Cards, 64 MB de RAM e 256 MB de memória Flash em um cartão MicroSD. Interessante notar que o som de startup é de um PC com o XP e, apesar da configuração de SmartPhone, parece que ele não está rodando o Windows Mobile. Tem cara (feia) de sistema operacional dedicado, talvez um Linux embarcado ou um firmware próprio.E o Henrique Martin descobriu um dos segredos mais bem-guardados da história da indústria de TI: os GooglePhones! Sim, no plural! Afinal você precisa de um para cada orelha.

Google Phones

Voltando às coisas sérias, a contagem regressiva para o lançamento oficial do iPhone já começou. E enquanto os analistas discutem o sexo dos anjos, tentando decidir se o iPhone é a segunda vinda de Jesus Cristo ou o maior fracasso da história da informática, que tal baixar, imprimir e montar seu próprio iPhone de papel? É grátis, também em versão bolo ou Lego.

A confusão da TV Digital

A Samsung fez hoje uma das primeiras demonstrações públicas do Sistema de TV Digital Brasileiro (Ou SBTVD, diz a Wikipedia). Conheço muitas pessoas que, ao ouvir esta notícia, vão perguntar: “Ahn? Como assim? Mas eu tenho TV Digital em casa há um ano…”.

Meu amigo, sinto muito dizer, mas você provavelmente não tem. “Como não, comprei na FastShop na promoção da Copa!”. Ahá, bingo! Então o que você tem em casa definitivamente não é uma TV Digital. É um monitor de alta definição, capaz de exibir os sinais de TV Digital, mas sem o sintonizador (“tuner” ou “set-top box”) necessário para isso.

Read the rest of this entry »

A TV digital (finalmente) está chegando

Depois de anos de discussão, negociação e alguns alarmes falsos, parece que a TV Digital finalmente está chegando ao Brasil. A Samsung fez hoje, em seu showroom “Samsung Experience” no Shopping Morumbi, em São Paulo, uma das primeiras demonstrações públicas da TV Digital brasileira, usando TVs LCD e decodificadores próprios e sinal experimental transmitido, via ar, pela Rede Globo.

Duas TVs LCD Full HD transmitiam o sinal da Rede Globo

Dois aparelhos transmitiam as imagens, ambos TVs LCD Full HD (com resolução 1080p, ou seja, 1920×1080 pixels em Progressive Scan). Um dos aparelhos tinha um decoder de sinal interno, enquanto o outro estava conectado a um protótipo de uma set-top box. Aliás, creio que a Samsung é a primeira empresa a mostrar sua set-top box para a TV Digital Brasileira. Não havia diferença visível de qualidade de imagem entre os dois aparelhos.

O sinal era composto por um conjunto de cenas de vários programas da Rede Globo, de novelas a trechos da final da copa do mundo de 2002. A emissora ainda está experimentando com a tecnologia de codificação e conversão do conteúdo já existente para um formato de alta definição. Apesar de impressionante, era possível notar certos artefatos de codificação (granulação, suavização, blocagem em cenas de ação) na imagem quando vista bem de perto. Coisa que, com certeza, estará resolvida até o início das transmissões oficiais, programadas para o fim do ano.

Interessante notar que na mesma “banda” do sinal de alta definição as emissoras podem transmitir um segundo sinal, para dispositivos móveis. Isso foi demonstrado com um notebook, no qual havia um “dongle” USB para decodificação do sinal, que tem resolução e qualidade menores, já que se destina a aparelhos como telas portáteis e celulares. O notebook mostrava o sinal da programação normal da Rede Globo.

As emissoras também podem transmitir um sinal para dispositivos móveis

O cronograma do governo especifica o início das transmissões para dezembro de 2007. Mesmo que o prazo seja cumprido, isso não significa o fim do processo de desenvolvimento da tecnologia. A plataforma de interatividade usada em nosso sistema de TV Digital, batizada de “Ginga”, ainda não está completamente definida, e pode ser que as primeiras transmissões e receptores excluam esse componente. Nesse caso, os “early adopters” teriam de, mais tarde, investir em uma nova set-top box com interatividade, ou esperar alguma possibilidade de upgrade oferecida pelo fabricante.

Preços não foram mencionados. Segundo executivos da Samsung, eles já sabem o custo dos componentes da set-top box, mas ainda há uma série de fatores em consideração, como custo final de produção, impostos, incentivos fiscais e afins.

Vejam um videozinho da demonstração a seguir:

Samsung demonstra TV Digital no Brasil

Conceitos que gostaria de ver no mercado

A Intel inaugurou hoje sua segunda Semana da Mobilidade fazendo o anúncio oficial da nova plataforma Centrino Duo (também conhecida pelo codinome “Santa Rosa”) no Brasil. Nada muito diferente do que já havia sido anunciado, exceto pela presença de muitos fabricantes nacionais mostrando produtos com esta plataforma: Itautec, CCE, Positivo, STI (Semp -Toshiba Informática), Megaware, Sony… eram vários os modelos, todos bastante interessantes.

Mas o que eu achei mais interessante não foi um produto, mas um conceito. Um laptop (que já existe faz um tempinho, avisa o amigo Mario Nagano) com uma tela “basculante”. Explico: a tela pode ser puxada e trazida para a frente, sobre o teclado, fazendo com que a máquina ocupe menos espaço. Isso lhe valeu o apelido de “o laptop da classe econômica”. E pelo pouco que brinquei com ele concordo, seria ideal para longas e apertadas viagens de avião. Vejam a foto e video (desculpem o vídeo escuro, mas foi o melhor que consegui):

Estranho à primeira vista, mas muito prático

Laptop "basculante"

Interessante também o “brinquedinho” na saída do local do evento. Um Hummer Militar, com blindagem nível 5, todo “pintado” com logos e slogans da Intel. As fotos dão uma idéia, mas acreditem quando eu digo: aquilo é grande, muito grande!

Um Hummer Militar. Schwarzenegger tem um, e a Intel também.

As novidades da Apple na WWDC

Começou a tradicional palestra de Steve Jobs na WWDC, a conferência mundial de desenvolvedores Apple. Durante duas horas ele fará sua tradicional apresentação comentando o estado atual da plataforma Mac e anunciando novos produtos e tecnologias que chegarão ao mercado em breve. Como de costume, estou acompanhando o evento, através de um dos muitos sites que provêm transcrições ao vivo, e postarei aqui as novidades.

Jogos

Com os processadores Intel, fica mais fácil para os desenvolvedores portarem jogos de PC para o Mac, e o início da palestra foi exatamente sobre isso. O chefe de criação da Electronic Arts, Bing Gordon, compareceu ao palco para demonstrar alguns jogos da EA que chegam ao Mac em Julho: Need for Speed Carbon, Command & Conquer 3, Battlefield 2142 e Harry Potter e a Ordem da Fênix. John Carmack, cérebro por trás dos sucessos da id Software, também apareceu para demonstrar uma nova tecnologia de texturização para criação de mundos virtuais ainda mais detalhados e deixou todos com água na boca. “Mostraremos mais na E3″, disse Carmack.

Leopard

21 meses após o Mac OS X 10.4 “Tiger”, a versão 10.5 “Leopard” será lançada trazendo mais de 300 novos recursos. A Dock tem um novo visual, mais “3D”, e os menus são translúcidos. Um recurso chamado Stacks (Pilhas) permite organizar facilmente grupos de documentos relacionados. Ao passar o mouse sobre uma Stack ela se abre, para que você possa escolher um de seus itens. O documento mais recente está sempre “à frente” da pilha, e uma pilha padrão estará sempre presente no desktop: Downloads. É de se presumir que este recurso faz uso pesado de metadados para identificar e agrupar itens relacionados.

E Habemus Finder! O bom e velho companheiro que gerencia nossos arquivos e desktops desde 1984 está aprendendo novos truques. O primeiro deles é o CoverFlow, que funciona como no iTunes. Parece ser muito útil para navegar entre pastas com muitas imagens, por exemplo. A Sidebar tem um campo de busca embutido, com “buscas inteligentes” pré-definidas, que podem ser personalizadas ou redefinidas pelo usuário. Com um clique, por exemplo, você pode ver só os documentos criados hoje. Ela também serve como ponto de partida para encontrar itens compartilhados na rede, nada mais de ficar caçando aquela pasta pública no “Connect to Server”.

Quick Look: conforme rumores, é uma nova forma de ver um preview em tempo real de seus documentos, sem ter que abrir o aplicativo que os criou. Funciona com os principais tipos de arquivo, e desenvolvedores poderão criar plugins para adicionar suporte a formatos futuros. Os previews podem ser em uma janela pop-up ou em tela cheia, e é possível até tocar vídeos.

64 Bits: Segundo Steve Jobs, o Leopard é o primeiro sistema operacional popular a ser 64 Bits “de cima a baixo”, em uma demonstração, Jobs abriu uma imagem de 4 GB em um aplicativo com duas versões: 32 e 64 Bits. A versão de 64 Bits completou a operação em 28 segundos, a de 32 Bits, que não conseguia manter todo o arquivo na memória de uma vez só, levou 81 segundos.

Core Animation: A nova API permite animações e interatividiade em um nível jamais visto. Demonstração do comercial da Apple TV (com a “onda” composta por milhares de filmes passando) rodando ao vivo e de forma interativa.

Boot Camp: Tenha o melhor dos dois mundos. Este recurso (já em Beta para usuários de Macs Intel) permite rodar o Windows XP ou Vista em seu Mac com velocidade nativa. Mas nada de integração com o Mac OS, como no Parallels. Pelo visto ainda é preciso reiniciar o micro para trocar de sistema operacional.

Dashboard: As widgets são um sucesso, desde o lançamento do Leopard mais de 3 mil delas foram criadas pelos usuários e pequenos desenvolvedores. Jobs demonstrou algumas novas widgets, como uma que permite a consulta de horários e compra de ingressos de cinema nos EUA, e a WebClip, que permite “recortar” um pedaço de qualquer página Web e transformá-la num Widget instantâneamente. Não foi confirmado, mas provavelmente o Leopard virá com a versão final do Dashcode, software da Apple para facilitar a criação de widgets.

iChat: O cliente de mensagens instantâneas da Apple terá um novo codec para videoconferência com baixa latência (chamado AAC-Low Delay), e ganha um recurso popular em praticamente todos os outros programas do gênero: a habilidade de organizar várias conversas em uma única janela com abas. Outro recurso interessante é o iChat Theater, que permite mostrar a seu interlocutor imagens e documentos armazenados em seu Mac. Não se trata de transferência de arquivos, é mais como segurar um papel em frente à câmera. É possível mostrar qualquer tipo de arquivo suportado pelo Quick Look, como imagens, arquivos PDF, planilhas do Excel e até filmes. Já os Photobooth Effects são um conjunto de efeitos especiais aplicados à imagem, como “visão térmica”, distorções e outros. É posswível até mesmo mudar o fundo da sua imagem usando os “Backdrops”. Com um clique é possível sair de seu quarto e aparecer em frente à Times Square em Nova Iorque, ou no fundo do oceano entre um cardume de peixes.

Time Machine: O sistema de backup automático de dados do Leopard também ganhou tempo no palco. Sem muitas novidades aqui: a configuração é simples (bastam alguns cliques) e seus dados são constantemente salvos, seja em um disco rígido externo conectado ao seu Mac, ou um volume compartilhado em rede. Quando for necessário recuperar um arquivo, basta usar o Spotlight para fazer uma busca e “voltar no tempo” até encontrar o que procura. Quem tem muitos Macs em rede vai gostar de saber que é possível usar um único disco rígido externo conectado a uma base Airport Extreme para fazer o backup de vários Macs.

Preço e Data de Lançamento: Em Outubro, a US$ 129,00. Jobs faz piada com as múltiplas versões do Windows Vista: “Leopard Basic vai custar US$ 129. O Premium, US$ 129. Bussiness… US$ 129, Enterprise US$ 129 e Ultimate, US$129. É tudo a mesma coisa, mas a maioria das pessoas vai comprar o Ultimate”.

One Last Thing… Safari para Windows!: O navegador padrão do Mac OS X está ganhando uma versão para Windows. Segundo Steve Jobs, há 18 milhões de usuários do Safari, e está na hora de aumentar o market share. O CEO da Apple mostrou os resultados de testes de desempenho, que mostram que o Safari é mais de 2 vezes mais rápido que o Internet Explorer no processamento de páginas em HTML e JavaScript, e mais rápido que o Mozilla Firefox. Um beta público estará disponível para download, a partir de hoje, em www.apple.com/safari.

iPhone

O revolucionário telefone da Apple tem data e hora de lançamento: 29 de Junho de 2007, às 6 da tarde (Horário do Pacífico, EUA). A Apple encontrou um meio termo entre o desejo de manter o iPhone “fechado” e o clamor de quem quer desenvolver aplicativos para o aparelho: quem quiser, poderá desenvolver para o iPhone usando AJAX, no melhor estilo Web 2.0. Se seu site/web-app funciona no Safari, vai funcionar no iPhone (isso explica o Safari para Windows). Com isso você ganha uma forma de distribuição imediata de seu software, atualizações automáticas e todos os outros benefícios do mundo online. Os programs podem ter o “look & feel” do iPhone, e acessar e-mails, usar o Google Maps, fazer chamadas e muito mais.

E assim terminou mais uma palestra de Steve Jobs na WWDC. Como de costume, alguns rumores (como novas versões do iLife e iWork, novos iMacs, iPhone@Home) não se concretizaram, e a Apple focou mais no OS X e iPhone. Ainda assim, foi suficiente para deixar muita gente com água na boca. O site da Apple deve ser atualizado com as novidades em breve, fiquem de olho!