Momentos embaraçosos

Embora tenha investido grandes quantias no desenvolvimento de seus sistemas operacionais no início da década de 90, principalmente em relação ao Windows, me parece que a Microsoft ficou sem grana para o marketing. Ou isso, ou havia uma extrema falta de bom-senso e bom-gosto no departamento de marketing da empresa.

A primeira prova é este “rap” em vídeo, onde alguém que pode ser descrito como um “professor maluco” e três “chacretes” (que por algum motivo me lembram a Uhura em Star Trek) cantam os benefícios do upgrade para o MS-DOS 5.0. Entre eles, pelo menos 45K de memória livre. Gimme five!

O outro é um episodiozinho no melhor estilo “missão impossível”, onde uma executiva com óculos absurdamente grandes deve elaborar um relatório que impeça a concorrência de adquirir uma empresa na qual a companhia onde ela trabalha está interessada. Mas ela tem uma arma secreta: o novíssimo “Windows 386” (isso e uma música terrível). Vamos direto à segunda metade, que é o que interessa:

Fica aqui um conselho para as empresas: se seu produto não é “cool”, nem tente transformá-lo, sob o risco de virar motivo de piada.

  • http://luizclaudioeudes.blogspot.com Luiz Morcegão

    Queria saber qual cogumelo tinha no chá do pessoal da M$ pra fazer isso!