Gameloft anuncia data de lançamento de Modern Combat 5

Finalmente o mistério acabou! A Gameloft anunciou nesta quinta-feira a data de lançamento de seu mais novo shooter, Modern Combat 5: Blackout. O jogo sai em 24 de Julho, simultâneamente para iOS e Android. E quem tem um Windows Phone não deve se preocupar: fui informado de que a empresa está fazendo “o máximo” para que a versão para a plataforma da Microsoft saia no mesmo dia ou, na pior das hipóteses, não muito depois.

MC5_Poster_Veneza-500px

Vi uma versão beta do jogo em ação algum tempo atrás, e os gráficos (que já eram bons em Modern Combat 4) são impressionantes. A jogabilidade também mudou, com missões divididas em episódios mais curtos (e ainda assim cheios de ação), a possibilidade de escolher classes para os personagens (com missões específicas) e novos modos de jogo multiplayer.

Modern Combat 5: Blackout custará US$ 6,99 (cerca de R$ 15,50), como os outros jogos da série, e a princípio não terá IAP (compras dentro do jogo). Se você quer um gostinho do jogo assista ao trailer abaixo, que mostra a primeira missão, em Veneza.

ASUS atualiza o FonePad 7 para o Android 4.4

A ASUS anunciou via press-release que a atualização do phablet FonePad 7 para o Android 4.4 “KitKat” já está disponível. Ela é feita via OTA (download no próprio aparelho), e os usuários deverão receber uma notificação na tela do tablet assim que ela estiver pronta para ser instalada.

Pra quem não conhece, o FonePad 7 é um tablet Android com tela de 7″ que também faz e recebe chamadas (e mensagens) como um smartphone comum. No meu review do FonePad 7, publicado em março deste ano na PCWorld, destaquei o bom desempenho (graças ao processador Dual-Core Intel Atom Z2560) e a boa autonomia de bateria.

Carregadores piratas são uma armadilha mortal

Sheryl Anne Aldeguer, uma enfermeira de 28 anos, morreu nesta semana na Austrália após ser eletrocutada pelo carregador pirata de seu iPhone: o acessório falhou e permitiu que 240 volts passassem pelo corpo dela. Infelizmente ela não foi a primeira vítima: em julho passado o caso da aeromoça chinesa Ma Ailun, de 23 anos, chamou a atenção da imprensa internacional após ela ter sido eletrocutada ao atender uma chamada em um iPhone 5 ligado a um carregador pirata. E em novembro passado foi a vez de um homem de 28 anos na Tailândia. Adivinhem como ele estava carregando o smartphone?.

Carregador_Pirata-500px
Crédito: Ken Shirriff

Continue reading

De carona no Google I/O 2014…

…a LG aproveitou para anunciar que seu smartwatch G Watch, um dos primeiros baseados na plataforma Android Wear, chega ao Brasil “em julho” com preço a ser anunciado “em breve”. Não me arrisco a um chute, mas levem em conta que um Gear 2 sai por R$ 1.299 por aqui.

G_Watch-500px

Falando na Samsung, durante a abertura do evento foi apresentado também o Gear Live. É o quarto smartwatch da empresa desde setembro passado, e pelo jeito ela decidiu replicar nos wearables sua estratégia de “atire para todo o lado” adotada entre os smartphones. Não ouvi nada sobre lançamento do Gear Live por aqui, mas considerando que ele estará em pré-venda a partir de amanhã no Google Play (nos EUA) junto com o modelo da LG, não deve demorar muito.

E a Gameloft não demorou a anunciar que já tem 9 jogos otimizados para a Android TV, a nova plataforma para SmartTVs da Google que também foi apresentada durante o I/O. São eles: Asphalt 8: Airborne, Meu Malvado Favorito: Minion Rush, GT Racing 2, Dungeon Hunter 4, A Era do Gelo: Vilarejo, Modern Combat 4, My Little Pony – Friendship is Magic, Wonder Zoo e World at Arms. Interessante não mencionarem o Modern Combat 5: Blackout, que deve estar estourando por aí a qualquer momento. Mas você vai ter que esperar um pouquinho para jogar: os primeiros aparelhos Android TV chegam ao mercado “neste outono” no hemisfério norte, ou seja, entre setembro e dezembro.

Um comentário rápido sobre o smartphone da Amazon

Depois de muita especulação a Amazon anunciou nesta quarta-feira o seu primeiro smartphone, o Fire Phone. E antes que os especialistas começem a fazer análises, um comentário rápido: quem pensa que a empresa decidiu brigar com a Google, Samsung ou Apple está muito, muito enganado.

A Amazon não dá a mínima para o mercado de smartphones. Aliás, nem para o de tablets ou de e-Readers. O que ela quer é atrair clientes para os seus serviços e consumidores para os produtos à venda em seu site, o hardware é só um “veículo” para levar os usuários até sua porta. É como se o Pão de Açúcar te vendesse por R$ 200 um carro que te leva automaticamente à loja mais próxima.

Isso fica evidente no principal recurso do Fire Phone, o Firefly: o smartphone é capaz de escanear objetos do mundo real, como livros, revistas e até potes de Nutella, identificar o que são e te levar para o item correspondente na Amazon. Faz o mesmo com mídia como músicas, filmes e séries de TV. O usuário não precisa mais nem buscar, basta “apontar e comprar”.

O @daniel3ub me perguntou o que eu achei do Fire Phone. Por experiência com um Kindle Fire (da primeira geração) posso estimar que ele é uma boa para quem se sente confortável vivendo dentro da “bolha” de serviços da Amazon (Instant Video, Music, Cloud Storage, App Store, a Kindle Store, etc), o que de cara basta para desencorajar quem pensa em importá-lo, já que por enquanto muitos destes serviços não existem aqui. Mas se você prefere um pouco mais de flexibilidade em seus provedores de conteúdo, melhor optar por um iPhone ou Android.

1ª Grande Venda de Garagem do Rigues


Quer Portrait of Ruin por R$ 50? Clique aqui!

Andei avaliando as coisas aqui em casa nos últimos dias, e encontrei um monte de itens que não uso mais. Com @babyrigues a caminho preciso de espaço (e dinheiro), então veio a idéia: porque não vender tudo isso? Nasceu assim a 1ª Grande Venda de Garagem do Rigues, que já está rolando!

Basta folhear este álbum do Flickr para saber o que está à venda, em quais condições e por qual preço. Gostou de algo? É só clicar no link [Comprar] ao final de cada descrição para me mandar um e-mail. Mas antes, algumas regrinhas:

  1. Forma de pagamento: à vista, em dinheiro ou depósito bancário
  2. Forma de entrega: retirada em mãos em SP ou envio pelo correio, por conta do comprador
  3. Sem descontos, a não ser em lotes imensos
  4. Sem reservas, quem chegar primeiro leva

No lote atual temos cartuchos originais de GBA, Megadrive e Nintendo DS por R$ 50 cada (inclusive três Castlevania e a série Streets of Rage completa), além de um netbook e gadgets variados. Muito mais está por vir. Participem, espalhem a notícia e me ajudem a arrumar espaço pro berço do filhote!

Apple prepara o próximo salto


NVIDIA 9400M e 9600M GT

NVIDIA 9400M e 9600M GT

O anúncio dos novos MacBook e MacBook Pro hoje, pela Apple (veja matéria no iG e papo com a Apple no blog do canal de tecnologia) deixou bem claro que a empresa está preparando o caminho para uma das tecnologias que farão sua estréia no Mac OS X 10.6 “Snow Leopard”: é a OpenCL, ou Open Computing Language.

 

O conceito é basicamente o mesmo de iniciativas com a CUDA (Compute Unified Device Architecture), da NVIDIA, ou mais genericamente a idéia de GPGPU (General Purpose GPU). Ou seja, usar o processador de vídeo, que nada mais é que uma máquina projetada para moer números a uma velocidade espantosa, para acelerar tarefas que nada tem a ver com texturas e polígonos, mas também são processos numericamente intensivos, como criptografia, codificação de áudio e vídeo e afins.

O probleminha é que para colocar o conceito em prática é necessário ter uma GPU que preencha certos requisitos, coisa que o chipset de vídeo integrado da Intel usado na geração “atual” de MacBooks não preenche, e disponível apenas em máquinas mais sofisticadas, como os iMac, MacBook Pro e Mac Pro, equipados com GPUs da NVIDIA. Não dava pra Apple lançar um recurso tão importante como o OpenCL e deixar de fora o que é, nas palavras do próprio Steve Jobs, “o Mac mais vendido de todos os tempos” (o MacBook branquinho/pretinho).

Agora dá: os novos MacBook são equipados com uma GPU GeForce 9400M, que deve ter poder suficiente para rodar o OpenCL (detalhes ainda são escassos, a NVIDIA só vai falar sobre o novo chip em um conference amanhã). E como se não fosse suficiente, os MacBook Pro tem duas GPUs, uma GeForce 9400M e uma GeForce 9600M GT (completa com 512 MB de memória dedicada). Imagino se dá pra usar as duas ao mesmo tempo, e que coisas legais dá pra fazer com uns… 172 GFLOPs de poder de cálculo (52 GFLOP da 9400, 120 GFLOP da 9600).

Esperem ver, no próximo ano, o Snow Leopard e novos aplicativos usando e abusando das GPUs para fazer verdadeiros absurdos com multimídia: iTunes convertendo CDs para MP3 a velocidades alucinantes, iMovie fazendo encoding direto na GPU, criptografia de disco “pesada” on-the-fly, e muito mais. Coisas de deixar os outros sistemas operacionais do pedaço (oi Windows!) comendo poeira.

A única máquina da Apple que ainda não tem uma GPU “de respeito” é o Mac Mini. Mas pra esse podemos contar com um update em janeiro, durante a MacWorld. E desta vez eu vou estar lá, sentadinho, fazendo um “liveblog” direto do evento e pronto pra gritar “Bingo!” quando o slide aparecer no telão 😛

UPDATE 15/10 às 14:30: A NVIDIA divulgou em seu site mais informações sobre as novas GPUs. Como imaginei, a 9400M é sim compatível com CUDA (portanto, provavelmente compatível com OpenCL) e também tem suporte a PhysX (aceleração de cálculos de física nos jogos), PureVideo HD (decodificação acelerada de vídeo em alta definição), pode trabalhar com SLI e suporta a tecnologia “GeForce Boost“, quando uma GPU onboard (a 9400M, por exemplo) chama uma GPU discreta (a 9600M GT, por exemplo) para “dar uma força” no processamento.

Este último item é interessante porque, segundo os sites TUAW e Engadget, para “trocar de GPU” nos novos MacBook Pro é necessário encerrar sua sessão atual (logout) e fazer login novamente, contrariando a lógica “on demand” do GeForce Boost. Ainda não se sabe se isso é necessário por limitação do hardware/arquitetura, ou se é algo relacionado ao sistema operacional (e portanto “consertável” com um novo driver ou atualização do OS).

Novos Mobo!

Lembram-se de que eu cogitei, na semana passada, que veríamos um novo Mobo no evento da Positivo hoje? Pois é, eu errei… pra menos. A empresa anunciou não um, mas seis modelos de ultraportáteis, em uma linha dividida.

Dois modelos tem tela de 8.9 polegadas, mesmo design da geração anterior e processador Via C-7M de 1.2 GHz (nada de Nano por aqui, infelizmente). Os outros quatro modelos, muito mais interessantes, tem telas de 10 polegadas com resolução de 1024 x 600 pixels, 1 GB de RAM e 120 ou 160 GB de espaço no disco rígido, com processador Intel Atom N270 de 1.6 GHz. São branquinhos, e se o design parece familiar é porque você já viu antes: eles são a versão nacional do MSI Wind (informação diretamente da boca de um executivo da Positivo).

A boa notícia: desta vez há uma com versão Linux. A má: como sempre, o pinguim ficou com palito mais curto: o Mobo White 1000 tem o mesmo monitor e processador dos outros modelos, mas apenas 512 MB de RAM e HD de 80 GB. É claramente um modelo “entry level”, que deve ser mais barato (o preço ainda não foi divulgado). Entretanto, como o hardware base é o mesmo, nada impede o usuário de comprar um modelo mais caro (como o top Mobo White 1070, que tem 1 GB de RAM e HD de 160 GB por R$ 1.599) e colocar nele sua distribuição Linux favorita.

As máquinas devem chegar às lojas na segunda quinzena de outubro. Mais informações, incluindo preços, em breve. Por enquanto fiquem com a foto abaixo, e uma pequena galeria no Flickr.

UPDATE (22/09/2008): a Positivo informática me informou os preços de dois modelos dos novos Mobo. O Mobo M970 (tela de 9″, processador Via C-7M de 1.2 GHz, HD de 60 GB, 512 MB de RAM) sai por R$ 1.199 (Um belo “upgrade” por R$ 200 a mais que o Mobo original). Já o novo Mobo White 1070 (tela de 10″, processador Intel Atom N270 de 1.6 GHz, HD de 160 GB e 1 GB de RAM) sai por R$ 1.599. Ambos saem de fábrica com o Windows XP Home Edition.

Chuva de netbooks!

O circo está pegando fogo! Já temos EeePC, Mobo, HP-Mini Note, na semana passada vi modelos da Intelbras e CCE (os primeiros a dar as caras por aqui equipados com o processador Intel Atom) e agora a Acer me mandou um release anunciando o lançamento do Aspire One aqui no Brasil. Detalhes lá no iG.

Alguém se junta a mim num tour pelos Wal-Mart da cidade de São Paulo pra caçar o bichinho? 😛

Fotos do Intel Editor’s Day

Montei no Flickr uma galeria com algumas das fotos que tirei até agora aqui no Editor’s Day. Ela ainda está meio crua, tenho que colocar as fotos em uma sequência mais lógica, mas todas já tem títulos e descrições. As imagens tem resolução de 640×480, para facilitar o upload e agilizar o processamento no meu pequeno EeePC, quando chegar em casa troco por cópias em resolução melhor (e recorto, edito, etc…).

Ao longo do evento, vou adicionar mais imagens ao set, fiquem de olho.