O media center evoluiu!

No meu post sobre o Media Center, reconheci que o hardware que utilizei estava aquém do ideal. Havia pouco espaço em disco (250 GB), o processador não era capaz de decodificar vídeos em HD e faltava um controle remoto.

E logo no primeiro comentário aparece o RicBit, nerd lendário e grão-fudeba, e sem querer dá uma de Miyamoto, virando a mesa com o comentário: “eu uso um Mac Mini como Media Center”. Sim, o Mac Mini é uma solução muito melhor. Pra começo de conversa é menor, consome menos energia e faz menos barulho que o Atom Dual que estava usando. Além disso, o processador Intel Core 2 Duo reproduz vídeos em HD na boa, e ele já vem com um controle remoto.

Pra completar, meu Mac Mini tem um HD de 500 GB à disposição, e os 250 GB do Atom estavam começando a ficar apertados. Então porque não usei o Mac Mini como Media Center? Simples, ele era meu desktop até ontem.

Era, daí a “virada de mesa”. Reconhecendo as vantagens, fiz uma troca geral na sala. O Mac Mini foi devidamente “faxinado”, seu HD de 500 GB esvaziado (era, pouco, usado para backups) e ele foi parar no rack. O software de Media Center é exatamente o mesmo do Atom, com as mesmíssimas configurações. Até o cliente BitTorrent rodando em segundo plano é o mesmo (Transmission).

Só mudei o sistema operacional: meu “Media Center 2.0” agora roda o Snow Leopard, em vez do Ubuntu. Um bônus: o XBMC para Mac já tem suporte nativo ao Apple Remote (o controle remoto que acompanha todos os Macs desktop) e com isso ficou mais cômodo interagir com a máquina. Valeu RicBit!

E o Atom Dual? Mudou de emprego (pela terceira vez em duas semanas) e veio pra minha mesa como meu desktop. Rodando Ubuntu, claro. Dá conta do recado sem problemas, passei o dia inteiro trabalhando nele e rodando os programas de costume (navegador, IM, e-mail, MP3 Player, editor de imagens) sem reclamações. Só não gosto muito do barulho da ventoinha da fonte, mas nisso se dá um jeito 🙂

  • Italo

    Que tal instalar algum emulador no Mac Mini, comprar um controle sem fio (digo, um controle de videogame!) e usar como uma maquina de arcade tambem?

  • Anonymous

    Olá Rigues,

    não teria como você falar com o responsável pelo nerds.valeta.org
    para linkar o blog do RicBit também? O blog dele além de ser muito
    bom, é totally nerd! 😀

  • http://aurelio.net aurelio

    Péra Rigues, deixa ver se eu entendi direito.

    Você privou-se de usar o Mac Mini como desktop (uso intensivo) para deixá-lo na sala para uso esporádico de ver um filme. E agora, além de não poder usar o OS X no teu desktop ainda tem que aguentar barulho de ventoinha?

    Sinceramente, não entendi a vantagem 🙂

    • http://rigues.badcoffee.info Rafael Rigues

      Oi Verde!

      Fácil. O Mac Mini estava subutilizado em casa. Em 90% do tempo eu estava usando ele apenas para navegar na web e ler e-mail. No restante, para assistir Stargate Universe e V em HD num monitor de 19. Ele está gerando mais benefício como Media Center (que ficou mais poderoso, mais fácil de usar e toca mais conteúdo) que como “porta-firefox” 🙂

    • http://rigues.badcoffee.info Rafael Rigues

      Ah, um adendo: quem disse que não posso usar o OS X no desktop? Máquinas com processador Atom e chipset “all Intel” são extremamente “hackintosheáveis” 😛

  • http://www.ricbit.com Ricardo Bittencourt

    どういたしまして!