[REVIEW] Nokia Lumia 1520 é um GRANDE smartphone

Quando lançou o Streak 5, em 2010, a Dell inadvertidamente criou um monstro. Com sua imensa (para a época) tela de 5” o aparelho foi o primeiro “phablet” Android, e levou a uma corrida armamentista entre os fabricantes, que lutam para ver quem consegue colocar a maior tela em um aparelho que ainda caiba no bolso da calça e faça chamadas.

Mas este era um fenômeno limitado aos smartphones Android até a Nokia (agora Microsoft Devices) lançar os Lumia 1320 e Lumia 1520, equipados com telas de 6 polegadas. Pense em um smartphone grande. Não, um pouco maior. Mais… isso! Esse é o Lumia 1520. Para ter uma idéia melhor, veja esta foto dele ao lado de um Motorola RAZR MAXX, que tem uma tela de 4.3”

Lumia1520_RAZRMAXX-1024px

Nokia Lumia 1520, comparado a um Motorola RAZR MAXX

Grande demais

A Microsoft não gosta do termo “phablet”, mas não há descrição melhor para o Lumia 1520. O design lembra uma versão esticada do Lumia 1020, com corpo em plástico (branco na versão que testei, também disponível em preto), bordas arredondadas e frente dominada por um imenso painel preto que abriga a tela e, logo abaixo dela, os botões sensíveis ao toque típicos dos Windows Phone. No canto superior esquerdo ficam os slots para cartões microSD e nano SIM.

O tamanho (8,5 cm de largura, 16,2 cm de altura, 8,7 mm de espessura e peso de 209 gramas) torna muito difícil encontrar uma posição para segurar confortavelmente o aparelho. Numa posição natural, com o canto inferior direito apoiado firmemente na palma da minha mão direita, meu dedão mal alcança o lado oposto da tela e chega a no máximo 70% da altura dela.

Lumia1520_Mao-1024px

A tela é tão grande que meu dedão não cobre toda sua extensão

Ou seja, quem insistir em usar o Lumia 1520 com uma mão só terá de reposicioná-lo constantemente mesmo para tarefas simples como alcançar o topo da tela para responder a uma notificação. O tamanho da tela passou do ponto onde é um benefício para o usuário, e acabou se transformando em um incômodo.

Mas é uma ótima tela, com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) e contraste, cores e ângulo de visão excelentes, o que o torna um bom aparelho para quem gosta de jogar ou assistir filmes. A visibilidade sob a luz do sol, algo muito importante ao fotografar ao ar livre, também é muito boa: o sistema detecta mudanças na luz ambiente e ajusta o brilho de forma automática e rápida, usando uma escala gradual que evita que o usuário se incomode com uma mudança súbita.

Lumia1520_SIM_microSD-1024px

As “bandejas” para os cartões Micro SD (á esquerda) e nano SIM (à direita)

O Nokia Lumia 1520 é um smartphone 4G, é compatível com sistemas de recarga sem fios (como o carregador DT-900 da Nokia, vendido separadamente) sem a necessidade de capas especiais e tem NFC, para facilitar a conexão com acessórios. Tem 32 GB de memória interna e Rádio FM, um recurso não muito comum nos aparelhos topo de linha. O sistema operacional é o Windows Phone 8 com a atualização “Lumia Black” pré-instalada, e o aparelho deve receber em breve uma atualização para o Windows Phone 8.1, que terá o codinome “Lumia Cyan”.

Controle absoluto sobre a câmera

A câmera é um dos destaques do Lumia 1520, e é baseada em um sensor de 20 MP equipado com um sistema de estabilização óptica de imagem, que ajuda a evitar fotos tremidas, além de flash com dois LEDs e as tradicionais lentes Carl Zeiss.

Fotos feitas sob a luz do dia são muito boas, mas é preciso prestar atenção ao balanço automático de branco, que não é confiável em locais encobertos e dias nublados, quando tende a produzir fotos azuladas e “frias”. Ajustar manualmente o balanço de branco para nublado resolve o problema.

Lumia1520_Camera_Controles-1024px

Os controles manuais da câmera podem ser acessados rapidamente através dos atalhos no topo da tela.

Alias, os ajustes manuais são um dos principais destaques da câmera do Lumia 1520. É possível controlar o comportamento do flash, balanço de branco, foco (do macro ao infinito), ISO, velocidade do obturador e exposição. Para os fotógrafos mais experientes é um prato cheio, e para quem ainda está começando uma boa chance para aprender mais.

Assim como no Lumia 1020, ao fazer uma foto com o 1520 o aparelho na verdade registra duas imagens. Uma é a original em 20 MP, que só pode ser acessada ao copiar as imagens para um PC. A outra é uma versão redimensionada com resolução de 5 MP. Sempre que você visualizar, editar ou compartilhar uma imagem no aparelho, estará usando a versão de 5 MP. Uma foto em 20 MP pode chegar a 9 MB, enquanto as fotos a 5 MP não ultrapassaram os 3 MB em meus testes. Os tamanho podem variar de acordo com a complexidade da cena.

Lumia1520_Sample_Cogumelo

Exemplo de uma foto em macro feita com o Lumia 1520.
Clique para baixar a imagem original em 20 MP.

No Lumia 1520 é possível escolher o formato das imagens: ambas podem ser JPEG ou a original pode ser um negativo digital (DNG ou “RAW”) e a cópia um JPEG. Um negativo digital consiste basicamente nos dados “crus” capturados pelo sensor de imagem do smartphone, sem nenhum tipo de processamento. O arquivo deve ser aberto em um software especializado, como o Adobe Photoshop ou Adobe Lightroom, onde um fotógrafo experiente pode ter controle total sobre cor, luz, contraste, tom, compressão, redução de ruído e vários outros parâmetros, permitindo um nível de controle muito maior sobre a imagem final do que seria possível com um arquivo JPEG “pronto”.

Lumia1520_Sample_Dia

Uma foto diurna feita com o Lumia 1520.
Clique para baixar a imagem original em 20 MP.

Lumia1520_Sample_Noite

Uma foto noturna feita com o Lumia 1520.
Exposição de 1 segundo, foco no infinito.
Clique para baixar a imagem original em 20 MP.

O Windows Phone permite que apps especiais, chamados “lentes”, se integrem à câmera para modificar a forma como as imagens são capturadas e processadas. A Nokia explora bem este recurso com algumas lentes interessantes disponíveis gratuitamente na loja do Windows Phone, como a Nokia Glam Me para “embelezar” retratos e a Nokia Panorama para fotos panorâmicas.

Mas a mais interessante é a Nokia Refocus, que permite mudar o foco de uma imagem DEPOIS que ela foi feita, de forma semelhante ao que é possível com as câmeras Lytro. Depois de fazer uma foto com esta lente é possível ajustar o foco à vontade tocando na tela e exportar a imagem como um arquivo JPEG convencional. Ou então compartilhá-la na web, onde a capacidade de ajustar o foco é mantida.


Clique em um ponto da imagem para mudar o foco

É necessário um certo cuidado do fotógrafo para tirar o máximo deste recurso: o smartphone deve ficar absolutamente parado durante a captura, que leva alguns segundos, e ele funciona melhor quando a cena é composta por múltiplos planos. Mas com um pouco de prática é possível obter resultados impressionantes.

Na hora de gravar vídeos há menos recursos. Basicamente é possível transformar o flash em uma lâmpada auxiliar e escolher a resolução do vídeo, de 720p a 24 quadros por segundo a 1080p a 30 quadros por segundo.

Rápido e com muito fôlego

Meus utilitários favoritos para medição do desempenho de smartphones, como o AnTuTu e Geekbench, não funcionam no Windows Phone, então não é possível comparar numericamente o desempenho do Lumia 1520 com o de um smartphone Android.

Mas no uso real não há do que reclamar, seja na navegação web, reprodução de vídeos ou mesmo jogando jogos sofisticados como Modern Combat 4 e Asphalt 8, que rodam em excelente qualidade gráfica e sem um soluço sequer.

Não esperava menos do hardware, que é baseado em um processador quad-core Qualcomm Snapdragon 800 rodando a 2.2 GHz, acompanhado por 2 GB de RAM e uma GPU Adreno 330. É a mesma plataforma na qual são baseados o LG G2 e o Nexus 5, dois dos melhores smartphones Android no mercado.

Lumia1520_Bateria-1024px

A autonomia de bateria do Lumia 1520 é impressionante.

A autonomia da bateria (que tem capacidade de 3400 mAh) também agradou bastante. Após 12 horas de uso típico eu ainda tinha 58% de carga restante, um resultado que nunca me lembro de ter visto em outros aparelhos. Um Lumia 1020 que testei no ano passado tinha apenas 5% de carga após 13 horas de uso, e um LG G2 chegou às 12 horas com 34% de carga restantes.

O Nokia Lumia 1520 (R$ 2.399, preço sugerido pela fabricante e sem subsídios de operadora) é um excelente smartphone de uso geral, e se destaca mais ainda aos olhos de quem tem um interesse por fotografia. Mas o tamanho significa que ele não é uma boa opção para todos: minha recomendação é experimentá-lo em uma loja antes de fazer a compra. E certifique-se de que suas calças tem bolsos largos, você vai precisar.

  • http://epx.com.br Elvis Pfützenreuter

    Pena que o sensor seja 1/2.5″, aí pelo efeito da difração a resolução efetiva deve ser uns 8MP. O Lumia 1020 tem um sensor bem maior.